A nova tendência na decoração de escritórios e o fim dos escritórios tradicionais

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

 

Redes sociais, economia partilhada, coworking – se estes termos fazem parte do seu dia-a-dia, seja bem-vindo: fazemos parte de um mundo cada vez mais social. Das tarefas mais simples em casa até à forma como nos relacionamos com o mundo, ser social é hoje em dia muito mais do que aquilo que nos diz o dicionário.

Precisamente por isso, a própria forma como trabalhamos também se alterou – já não é suficiente a velha secretária onde se senta todos os dias com o seu computador. Está a nascer uma nova forma de trabalhar e, com ela, um novo estilo de decoração de escritórios que está já a ganhar adeptos em todo o mundo.

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

Escritório da Google, Orange County.

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

Escritório do Youtube, Londres.

Num artigo muito interessante que lemos estes dias no Expresso, a mobilidade reforçada pelas novas tecnologias é o factor chave para esta mudança. Por isso, numa nova geração de escritórios o computador é a única coisa apenas que terá fixa diariamente – tudo o resto será mutável, de acordo com o dia-a-dia da empresa.

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

Escritório do antigo Beats, actual Apple Music.

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

Escritório do Facebook, Seattle.

Imagine uma decoração de escritórios que não tem como centro os vários postos de trabalho da empresa mas sim, a socialização e aprendizagem entre os membros da equipa. Obviamente que isto leva a escritórios mais próximos a uma casa, onde existem lugares de convívio e até mesmo zonas de descanso e lazer, numa relação interactiva com o espaço e sempre focada na aprendizagem.

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

Escritório do Facebook, Varsóvia.

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

Escritório da Google, Londres.

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

Escritório da Google, Mexico City.

Segundo o Expresso, para as novas gerações (ou millennials, como habitualmente chamados) “o trabalho deixou de ser um lugar onde se vai e passou a ser uma actividade a realizar” – e é neste sentido que tudo aquilo que sabemos sobre decoração de escritórios deve e tem que mudar.

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

Escritório da Google, Mexico City.

A nova tendência na decoração de escritórios: porquê os escritórios como os conhecemos têm um fim marcado

Escritório do Facebook, Nova Iorque.

Lá fora, exemplos como a Google, Facebook, Youtube ou Apple são a prova viva para percebermos que esta mudança de paradigma chegou e veio para ficar. Isto não significa que a empresa precise de ter uma dimensão da Google para adoptar estes moldes. O que é preciso mesmo é que a dimensão conceptual da empresa seja abrangente o suficiente para perceber que espaços onde cada um faz o seu trabalho isoladamente têm, sem dúvida, um fim marcado – para muito breve.

 

Siga-nos no Facebook da Vilaça Interiores (Portugal) ou 7por7 Interiors (Angola) e fique a par de todas as novidades. 

 

Comentários