XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira

The Barn, Paula Rego, Museu Coleção Berardo

A Bienal Internacional de Arte de Cerveira está de volta na sua XIX edição, entre 15 de Julho e 16 de Setembro. Com o tema “DA POP ARTE ÀS TRANSVANGUARDAS, Apropriações da arte popular”,  não há em Portugal evento tão completo e inspirador como este, sendo já uma referência cultural no panorama internacional – afinal esta é já a Bienal mais antiga em toda a Península Ibérica.

XIX Bienal Internacional de Cerveira

XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira

Com direcção Artística de Cabral Pinto, desde 1978 que os objectivos e moldes propostos são os mesmos: facultar a todos os intervenientes o encontro de ideias numa simbiose de Arte Contemporânea, envolvendo para isso a vizinha Galiza e o Ensino Superior Europeu.

XIX Bienal Internacional de Cerveira

XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira

No concurso internacional foram seleccionadas 25 nacionalidades díspares, com 206 peças de 149 autores, com a participação de 31 países e mais de 300 artistas. Todas as obras estão já expostas no magnífico Castelo de Cerveira.

Destacámos este ano a homenagem a Paula Rego, dispensado as desnecessárias notas de apresentação. Um dos expoentes máximos da pintura Portuguesa e internacional, representar-se-á com 51 obras de privados, museus e fundações, que registam a sua criação entre 1968 e 2001. Paula Rego tem uma ligação muito forte à Bienal de Cerveira, tendo participado como artista na sua 1ª edição em 1978 e tendo visto já em 1995 a sua obra, “Guarda”, ser capa do catálogo da VII Bienal.

Um dos pontos mais altos deste tributo a Paula Rego será, sem dúvida, a presença das pinturas “The Barn” (1994) pertencente ao Museu Colecção Berardo e ainda “Lenços de Amores” (1968) da Colecção Millennium BCP.

The Barn, Paula Rego, Museu Coleção Berardo

The Barn, Paula Rego, Museu Coleção Berardo

The Barn, Paula Rego, Museu Coleção Berardo

Outras homenagens serão feitas ao artista multidisciplinar Ernesto de Sousa (1921-1988) e ainda ao escultor, pintor e professor universitário Jaime Azinheira (1944-2016), vencedor do Prémio Escultura na IV Bienal de 1984.

XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira

XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira

Mas ainda nos traz mais novidades a XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira:

Na presente edição, entre 24 e 30 de Julho, será integrada a VIII Bienal de Jovens Criadores da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa, com 250 participantes, dos quais 180 são jovens artistas.

Workshops, cursos e ateliers livres em áreas criativas.

Ateliers Infantis para estimular a criatividade dos mais pequenos.

Visitas guiadas com os artistas no intuito de levar “o conhecimento a todas as populações”.

Não faltam motivos para visitar Vila Nova de Cerveira neste Verão. Se ainda não conhece, aproveite o mote, porque vale mesmo a pena. Se já conhece, já sabe, tem de voltar.

Encontramo-nos por lá!

Rui e Tiago Vilaça

Comentários